• Farmacologia Informa

Quando a combinação de anticorpos Casirivimabe + Imdevimabe é uma opção para pacientes com COVID-19?

Equipe Farmacologia Informa


De acordo com a Organização Mundial de Saúde, até o momento a COVID-19 nos traz cerca de 223.022.538 de pessoas infectadas, incluindo 4.602.882 mortes em quesito global (1).


Em abril de 2021, foi aprovado pela Anvisa o uso emergencial da combinação dos anticorpos monoclonais casirivimabe e imdevimabe (2), também conhecida pelo nome REGN-COV e desenvolvida pelas farmacêuticas Regeneron e Roche. Esta combinação de anticorpos também foi autorizada para uso emergencial ou temporária nos Estados Unidos, Canadá e Europa e está aprovada no Japão (3). No entanto, o alto custo deste medicamento pode limitar o seu uso no Brasil.


Os anticorpos casirivimabe e imdevimabe têm como alvo a proteína S do SARS-CoV-2 e impedem a entrada do vírus nas células, reduzindo assim a carga viral dos pacientes (4). A utilização deste medicamento é restrita a hospitais e deve ser feita sob prescrição médica, sendo proibida a sua comercialização em farmácias (2,5).


O REGN-COV é administrado por via intravenosa, em dose única, e está indicado para pacientes acima de 12 anos com alto risco de progredir para forma grave da COVID-19. Portanto, o objetivo do tratamento com este medicamento é evitar que o paciente desenvolva a forma grave da doença. Entre os fatores de risco para complicação da COVID-19 estão: idade avançada, obesidade, doença cardiovascular, hipertensão, doença pulmonar crônica, diabetes mellitus tipo 1 ou tipo 2, doença renal crônica, doença hepática crônica e imunossupressão (por exemplo, pacientes em tratamento de câncer e transplantados). Até o momento, não há dados que embasem a utilização do REGN-COV por pacientes que estão hospitalizados devido a COVID-19 e necessitam de suplementação de oxigênio (2,5).


Um estudo clínico randomizado, duplo-cego e controlado por placebo, realizado com 725 pacientes, mostrou que o REGN-COV foi mais eficiente em reduzir a carga viral e melhorar a condição clínica dos pacientes cuja resposta imune ainda não havia sido iniciada, ou seja, aqueles que não apresentavam anticorpos contra o SARS-CoV-2 ou que apresentavam alta carga viral. Além disso, o medicamento foi considerado seguro (4). Estudos posteriores mostraram que o REGN-COV mantém a sua capacidade de neutralizar as variantes alfa, beta, delta, epsilon e gama do SARS-CoV-2 (6). Outros estudos clínicos com o REGN-COV estão registrados na plataforma clinicaltrials.gov, os quais estão em andamento ou aguardando a publicação dos resultados, incluindo um estudo com pacientes hospitalizados (7).


Glossário


Anticorpo monoclonal: Anticorpos monoclonais ou mAb são anticorpos produzidos por um único clone de um único linfócito B parental, que é clonado e imortalizado, produzindo sempre os mesmos anticorpos, em resposta a um agente patogénico.

Randomizado: os pacientes são distribuídos aleatoriamente entre os grupos do estudo clínico.

Estudo controlado por placebo: o grupo placebo recebe um tratamento inerte, ou seja, sem efeito. No caso do estudo citado no texto (4), foi usada salina.

Estudo duplo-cego: nem o paciente nem o profissional de saúde sabem qual tratamento (medicamento, dose) está sendo utilizado.


Referências:


1. World Health Organization, WHO Coronavirus (COVID-19) Dashboard. Disponível em: https://covid19.who.int/ Acesso em: 10 de setembro de 2021.

2. Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Casirivimabe e Imdevimabe. Disponível em: https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/paf/coronavirus/medicamentos/casirivimabe-e-imdevimabe

3. Positive Phase 3 Trial Results for REGEN-COV™ (casirivimab and imdevimab) to Prevent SARS-CoV-2 Infection. Disponível em: https://investor.regeneron.com/node/25381/pdf. Acesso em 08/09/2021

4. Wenreich DM et al. REGN-COV2, a Neutralizing Antibody Cocktail, in Outpatients with Covid-19. N Engl J Med 2021; 384:238-251. DOI: 10.1056/NEJMoa2035002

5. Casirivimabe/Imdevimabe para pacientes de alto risco infectados por SARS-COV-2. Disponível em: http://conitec.gov.br/. Acesso em 10/10/2021

6. O’Brien MP et al. Subcutaneous REGEN-COV Antibody Combination to Prevent Covid-19. N Engl J Med 4, August, 2021. DOI: 10.1056/NEJMoa2109682

7. ClinicalTrials.gov Disponível em: https://clinicaltrials.gov/ct2/results?cond=Covid19&term=regn-cov&cntry=&state=&city=&dist=. Acesso em 08/09/2021.

21 visualizações0 comentário